Correlação da anatomia com as propriedades físicas da madeira de espécies de um sistema agroflorestal

Autores

  • Elder Eloy Universidade Federal de Santa Maria, Departamento de Engenharia Florestal, Frederico Westphalen, RS, Brasil.
  • Tauana de Souza Mangini Universidade Federal do Paraná, Programa de Pós-Graduação em Engenharia Florestal, Curitiba, PR, Brasil
  • Claiton Nardini Universidade Federal do Paraná, Programa de Pós-Graduação em Engenharia Florestal, Curitiba, PR, Brasil
  • Braulio Otomar Caron Universidade Federal de Santa Maria, Departamento de Agronomia, Frederico Westphalen, RS, Brasil
  • Rômulo Trevisan Universidade Federal de Santa Maria, Departamento de Engenharia Florestal, Frederico Westphalen, RS, Brasil
  • Alec Duwe dos Santos Universidade Federal de Santa Maria, Graduando em Engenharia Florestal, Frederico Westphalen, RS, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.53661/1806-9088202448263657

Palavras-chave:

Elementos anatômicos, Teor de umidade, Densidade básica

Resumo

Quando se tem como premissa a melhor utilização final da madeira, recomenda-se a avaliação das variáveis anatômicas, tendo em vista que elas estão correlacionadas com as propriedades desse material. O presente estudo teve como objetivo avaliar a correlação da anatomia nas propriedades físicas da madeira de Parapiptadenia rigida (Benth.) Brenan, Peltophorum dubium (Spreng.) Taub., Eucalyptus grandis W. Hill × Eucalyptus urophylla S.T. Blake (híbrido) e Schizolobium parahyba (Vell.) Blake, provenientes de um sistema agroflorestal. Foram selecionadas cinco árvores de cada espécie, com a idade de 9 anos, sendo coletadas amostras a 1,30 m do solo para análise das características anatômicas e das propriedades físicas da madeira. As variáveis anatômicas, com exceção do comprimento da fibra e da espessura da parede celular, correlacionaram-se com as propriedades físicas da madeira e influenciaram seus valores. Quanto maior a fração da parede celular (0,79), frequência de vaso (0,44) e frequência de raio (0,92), maior a densidade básica da madeira. Quanto maior o diâmetro da fibra (0,94), diâmetro do lume da fibra (0,88), diâmetro do vaso (0,88), altura de raio (0,86) e largura do raio (0,84), maior o teor de umidade da madeira.

Palavras-chave: Elementos anatômicos; teor de umidade; densidade básica.

Downloads

Publicado

2024-06-12

Como Citar

Eloy, E., Mangini, T. de S., Nardini, C., Caron, B. O., Trevisan, R., & Santos, A. D. dos. (2024). Correlação da anatomia com as propriedades físicas da madeira de espécies de um sistema agroflorestal. Revista Árvore, 48(1). https://doi.org/10.53661/1806-9088202448263657

Edição

Seção

Artigos Cientificos - Tecnologia da Madeira

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)